terça-feira, 27 de setembro de 2016

O Gênio da Lâmpada Estatal

Imagem dehttp://ocatequista.com.br/

Era uma vez um esquerdinha que tinha ido à uma ocupação do MST no sertão árido mas acabou se perdendo de seus "compas" e indo parar em uma região miserável.

O esquerdinha tinha uma estrelinha do PT e outros 2 broches do PSOL e do PSTU (ainda não tinha conseguido um do partido da Marina Silva) mas estava tão cansado de andar que abandonou pelo caminho sua pilha de livros do Leandro Konder, Emir Sader, Marilena Chauí e revistas Caros Amigos e Carta Capital.

Quando o esquerdinha estava quase morrendo de fome e sede, de repente ele avistou a ponta de um objeto enterrado. Então ele se arrastou até o objeto e o puxou para fora, descobrindo uma garrafa com uma fumaça vermelha dentro.

O esquerdinha destampou a garrafa e de dentro saiu um gênio e um baita fedor de enxofre. Mas esse gênio não era um gênio comum. Era balofo, andava com um laptop na mão para jogar League of Legends (o laptop era um daqueles de gamers confiscado pela Receita Federal) e um carro importado com chapa branca do Ministério da Fazenda. Era um gênio estatal.

"Bem, esquerdinha," disse o gênio estatal, "Você já deve saber como eu trabalho. Você tem 4 pedidos."

"4? Não eram apenas 3???"

"É que eu sou um gênio socialista, pô! Três é coisa de burguês religioso. Além disso é o governo que está subsidiando."

"Tá bom! Eu quero ir para um buffet com muita comida e bebida."

*** PUF! ***

O esquerdinha se encontrava agora em meio ao mais lindo buffet que ele já havia visto. O gênio havia colocado o esquerdinha com a equipe de Lula no início do Fome Zero, em pleno bolsão de miséria no Piauí. O buffet era cheio de garrafas de vinho Romanée Conti custando mais de 6 mil reais e pratos para nenhuma equipe ministerial do PT botar defeito.

Então o esquerdinha, feliz, começou a cantarolar a Internacional, mas interrompeu no verso "erguei-vos famintos da terra" pois olhou em volta e viu um monte de esfomeados. Haviam muitos camponêses passando fome pois todas as fazendas onde antes havia emprego e produção haviam sido ocupadas pelo MST e não estavam produzindo mais o suficiente para comer. Aí o esquerdinha se lembrou de fazer o segundo pedido.

"Gênio estatal, eu quero ser rico, muito rico!"

*** PUF! ***

Agora, o esquerdinha se viu cercado de muitas notas de real. Umas eram impressas pela Casa da Moeda e emitidas sem lastro pelo Banco Central sob o regime de juros altos porque só assim conseguiam fazer rolagem da dívida estatal. Outras notas eram coletadas através dos mais diversos tipos de impostos e encargos sociais consistindo em quase 50% extorquidos da renda de trabalhadores e empresários.

Além disso, o esquerdinha tinha em seu poder todas as mercadorias confiscadas pela Receita Federal nas alfândegas e um monte de verbas desviadas da construção da Copa do Mundo e várias licitações e propinas de órgãos federais, governos estaduais e prefeituras petistas. Àquela altura o esquerdinha já depositava toda a sua fé no poder estatal.

Então, o esquerdinha pensou e fez logo de uma vez os dois pedidos que faltavam:

"Gênio estatal, agora eu quero ver o mundo todo colorido com o vermelho comunista e quero que as mulheres de toda a parte me procurem e necessitem de mim!"

*** PUF! ***

E ... o esquerdinha virou um absorvente íntimo.

MORAL DA ESTÓRIA: Tudo que vem do socialismo cedo ou tarde dá errado.


FONTE:  Centro de Mídia Independente do Socialismo Caviar

pensadoresbrasileiros.blogspot.com.br/

Pensamentos/excrementos esquerdistas






Cartun do Silas Romanha

Não são urnas que melhoram os governos. É o influxo religioso que melhora os homens.


Não são urnas que melhoram os governos. É o influxo religioso que melhora os homens.


Ruy Barbosa
"...Não é a soberania do povo o que salva as repúblicas . Não são as urnas eleitorais que melhoram os governos. Não é a liberdade política o que engrandece as nações. A soberania do povo constitui apenas uma força, a grande força moderna, entre as nações embebidas na justa aspiração de se regerem a si mesmas. Mas essa força popular há mister dirigida por uma alta moralidade social. As eleições mudam os governos, mas não os reformam.

As liberdades políticas não têm por objeto satisfazer a vaidade dos cidadãos, entregando-lhes em frações dispersas o cetro do poder. O verdadeiro destino dessas liberdades está em revestirem e abroquelarem as liberdades civis, isto é, os direitos da consciência, da família e da propriedade.


Investigação - Os Lugares mais Perigosos para se Viver.

Decifrando o Passado - A Verdade sobre o Opus Dei.








Decifrando o Passado, do canal History Channel (THC) é uma série que examina antigos mistérios relacionados a Teologia, Profecias, Sociedades Secretas, Teoria da Conspiração e assuntos relacionados.

Existe um poderoso grupo na igreja católica. "Somos as mãos de Deus. "Obra de Deus". Chama-se Opus Dei. "O Papa apontou este grupo, dizendo: eis o caminho a seguir". No livro o Código da Vinci eles são retratados como vilões. Já foram chamados e grupo secreto e seita.. Foram atribuídos a eles rituais de auto-flagelação. Qual será de fato a verdade sobre o Opus Dei?








A história incrível da nação israelita desde Abraão até 1948, quando Israel foi enfim oficialmente reconhecida como país. Entenda sua trajetória e o porquê de tantos conflitos como vemos na TV.

A existência de Israel como povo remonta, provavelmente, ao último período do séc. XI a.C. Era o tempo do nascimento da monarquia e da unificação das diversas tribos, que viviam separadas entre si até que, sob o governo do rei Davi, constituiu-se o Estado nacional, com Jerusalém por capital.

Até chegar a esse momento, a formação do povo havia sido lenta e difícil, mesclada freqüentemente com a história das mais antigas civilizações que floresceram no Egito, às margens do Nilo e na Mesopotâmia, nas terras regadas pelo Tigre e o Eufrates. As fontes extrabíblicas da história de Israel naquela época são muito limitadas, carentes da base documental necessária para se estabelecerem com precisão as origens do povo hebreu. Nesse aspecto, o livro de Gênesis proporciona alguns dados de valor inestimável, pois o estudo dos relatos patriarcais permite descobrir alguns aspectos fundamentais da origem do povo israelita.
Canal parceiro
Documentários Todo Dia.
https://www.youtube.com/channel/UC_7m...

domingo, 25 de setembro de 2016

Qual é a diferença entre gripe e resfriado?

http://www.culturamix.com/

Apesar de serem considerados como sinônimos, pelas pessoas em geral, existe uma grande diferença.
A gripe é provocada por um vírus específico (Influenzae) e é uma infecção que apresenta uma sintomatologia bem mais importante: febre elevada, dores pelo corpo, cefaléia (dor de cabeça), astenia e prostação.
No resfriado, os sintomas são bem mais leves. A febre é baixa ou pode estar ausente e muitas crianças apresentam apenas um pouco de coriza ou de obstrução nasal, sem outros sintomas.

RITUAL VELHO CHICO

Velho Chico Ritual Macabro

Algo muito errado na morte de Domingos Montagner. (A Globo falhou na seg...

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Elvis Presley - Why Me Lord legenda portugues

Modelo mineira destaca benefícios da atividade física durante a gravidez Com orientação, Priscilla Presley manteve rotina de exercícios sem exagero. Médico de Muriaé alerta sobre riscos e cuidados.

Priscilla Presley modelo de Muriaé, MG (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal)'Acredito que os exercícios devem ser prazerosos para a mãe e pensando também no bebê', disse Priscilla Presley (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal)


Priscilla Presley modelo de Muriaé, MG (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal)Por ter rotina de atividades e alimentação saudável, a modelo explicou que até cedeu algumas vezes às vontades de comer "besteirinhas" durante a gestação (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal)





Ao longo da 1ª gestação Priscilla Presley mantém rotina adaptada (Foto: Nayara Goulart/Arquivo Pessoal )

Gravidez e atividades físicas podem combinar quanto existe um acompanhamento profissional. Como prova disso, a modelo de Muriaé Priscilla Presley Alves, aos 21 anos,  buscou as orientações para continuar se exercitando, seguiu alimentação adequada e engordou pouco mais de 5 kg na reta final da gestação da primeira filha, Liz, que deve nascer nos próximos dias.
"Eu tive dúvida em relação ao parto, mas vou tentar o normal. Está tudo certo para isso e se tudo correr bem, a Liz vai nascer assim. Ainda não temos a data, estamos esperando o momento dela", disse a modelo.
G1 conversou com o médico José Carlos Cerqueira, que acompanha a gestação da modelo. Ele não pode falar especificamente sobre o caso dela, por conta do sigilo de paciente, mas reforçou as orientações gerais para quem pretende se exercitar durante a gravidez e o risco do ganho exagerado ou insuficiente de peso.

domingo, 11 de setembro de 2016

Porque Sentimos Cócegas?





Elas estão relacionadas à reação do organismo a situações de medo e pânico.
É por isso que as cócegas geralmente se manifestam por meio de risadas desconfortáveis. São provavelmente uma resposta primitiva, com o objetivo de fazer o corpo reagir no caso, por exemplo, de haver algum inseto caminhando sobre ele.
A pele de certas partes mais vulneráveis do corpo possui receptores sensíveis chamados de terminações nervosas livres.
"Esses receptores nervosos são os mesmos que nos permitem sentir dor, coceira e excessos de calor ou frio - ou seja, estímulos perturbadores que levam o organismo a se afastar deles", diz o neurologista Benito Pereira Damas, da Unicamp.
Quando a pele é acariciada de uma certa maneira, esses receptores transmitem o estímulo até o centro de prazer do cérebro, localizado no hipotálamo.
Mas quando a estimulação é profunda, rápida e contundente, essa reação pode ter o resultado contrário, com risadas nervosas, gritos e movimentos bruscos, sinais de que se tornaram uma verdadeira tortura.
Cócegas

Fonte: super.abril.uol.com.br
Quando uma pessoa faz o mesmo tipo de estimulação em suas próprias terminações nervosas, porém, ela não consegue sentir cócegas.
Isso se deve ao fato de que o cerebelo, centro de controle motor do cérebro, já recebeu uma cópia da informação desse movimento antes mesmo que ele se completasse, deixando o cérebro de sobreaviso e bloqueando sensações injustificadas de medoor Que Sentimos Cócegas
Entenda por que o cérebro é incapaz de bloquear sensações que não pode prever
Saber, com certeza, ninguém sabe. Mas há uma boa dica: sentimos cócegas quando alguma coisa toca nossa pele de um jeito que o cérebro não consegue prever. E sem conseguir “adivinhar” qual vai ser a sensação, o cérebro não tem como bloqueá-la.
Não é por falta de treino. Afinal, bloquear sensações é algo que o cérebro faz o tempo todo com as que são produzidas pelos movimentos do corpo. Por isso, a gente não nota os sapatos roçando nos pés a cada passo, nem a língua mexendo dentro da boca quando falamos, a não ser que prestemos atenção de propósito (ainda bem!).
Cócegas
Quem consegue prever e bloquear essas sensações é o cerebelo, a parte do cérebro escondida logo acima da nuca, que recebe uma “cópia” de toda ordem que o cérebro manda aos músculos para executar um movimento. Essa cópia é uma maneira de informar às outras partes do cérebro que há uma ordem em execução, preparando o resto do corpo para que o movimento aconteça e talvez sirva, até mesmo, para reconhecermos esses movimentos como nossos.
Usando essa cópia, o cerebelo, de alguma forma ainda desconhecida, prevê quais serão as sensações resultantes daquele movimento e compara essa previsão com as sensações que são percebidas pelos nossos sentidos. Aí, se a sensação prevista for parecida com a sensação que chegou pelos sentidos, o cerebelo manda cancelar o sinal e o cérebro não sente quase nada. Mas, se forem diferentes… O cerebelo “autoriza” a sensação que está chegando que é, então, percebida com toda força. Como as cócegasfeitas por outra pessoa!
Por isso, aliás, não é possível fazer cócegas em si mesmo. Quer dizer: fazer tic-tic-tic na sola do próprio pé ou debaixo do suvaco é claro que dá. Só que não tem a menor graça. Você já tentou? O resultado fica loooonge daquela sensação intensa que faz a gente se contorcer em risadas. E nem adianta recorrer a uma pena ou fiozinho de lã na sola do pé. Seu cerebelo sabe que é você quem está por trás da tentativa de cócegas e corta o seu barato!
A vantagem é que assim o cérebro fica livre para receber sensações inesperadas. Ainda bem, porque as sensações provocadas por nós seriam tantas e tão constantes que deixariam qualquer um doido! Melhor o cérebro se preocupar somente com sensações imprevistas.
E por que tem gente que começa a se dobrar de rir só de ver dedinhos em riste se aproximando ameaçadoramente? Segundo cientistas suecos que ameaçaram fazer cócegas em voluntários enquanto estudavam seus cérebros (você já tinha imaginado um cientista fazendo cócegas em alguém?), é porque a região do cérebro que sente toques reage da mesma forma às cócegas e à expectativa das mesmas. Para o cérebro, a ameaça de cócegas funciona tão bem quanto a própria.
Só que com todas essas pesquisas ainda não explicaram por que alguns toques são só toques e outros são cócegas. O que faz a diferença: a força do toque? Os movimentos repetitivos das cosquinhas? O lugar do corpo? Essa pesquisa ainda vai render muitas gargalhadas!
Fonte: mydreamland.wordpress.com

SOBRE A ABELHA.





As abelhas existem há mais de 20 milhões de anos. Antes, portanto, do surgimento do homem. E a apicultura, a técnica de explorar racionalmente os produtos das abelhas, remonta ao ano 2400 A.C., pelo menos conforme vários historiadores, no antigo Egito.
De toda a forma, o mel já era conhecido e apresentado pelos sumérios 5000 anos antes de Cristo. E os egípcios e gregos desenvolveram as rudimentares técnicas de manejo que só foram aperfeiçoadas no final do século XVII por apicultores como Lorenzo Langstroth, que desenvolveu as bases da apicultura moderna.
Hoje as abelhas deixaram de ser vistas como insetos perigosos e agressivos. O homem através de estudos passou a compreender o seu mundo e aprendeu a conviver com elas respeitando as suas características e particularidades.
Esses estudos demonstraram que criar abelhas de uma maneira racional requer muitos cuidados com instalações, alimentação, utensílios e principalmente muito carinho no manejo, não importando se você irá ter 5 ou 100 colméias.
É quase um desafio não se deixar envolver pela vida das abelhas. Saber que uma rainha vive até os 5 anos porque é alimentada com geléia real enquanto uma operária vive apenas 42 dias, pois não recebe o mesmo tratamento, é no mínimo interessante.

A VIDA DAS ABELHAS

Abelha
Abelha
As abelhas são insetos sociais que vivem em colônias. Elas são conhecidas há mais de 40.000 anos e as que mais se prestam para a polinização, ajudando enormemente a agricultura, produção de mel, geléia real, cera, própolis e pólen, são as abelhas pertencentes ao gênero Apis.
Inseto laborioso, disciplinado, a abelha convive num sistema de extraordinária organização: em cada colméia existem cerca de 80.000 abelhas e cada colônia é constituída por uma única rainha, dezenas de zangões e milhares de operárias.

sábado, 10 de setembro de 2016

Açafrão





Familia: Iridáceas
Nome Científico: Crocus sativus L
Partes usadas: Estigmas da flor.

Características

Planta herbácea, bulbosa. Folhas compridas, arroxeadas. Flor amarela ou vermelha. Os estigmas dessecados fornecem o “açafrão” conhecido no comércio, e que é uma matéria amarela usada como corante e condimento.

Uso doméstico

É utilizado para dar uma coloração amarelada ao arroz e em sopas e massas e na indústria alimentícia como condimento, corante natural e aromatizante. Usada principalmente na elaboração de risotos, paella, sopa de peixe e bacalhau à espanhola.

Uso medicinal

Os estigmas encerram propriedades emenagogas, antiespasmódicas, eupépticas, sedativas. São empregados nos casos de asma, coqueluche, histeria, bem como contra os cálculos dos rins, do fígado e da bexiga. Oito a dez estigmas, em infusão, são suficientes para um chá. Para combater as hemorróidas, aplicam-se cataplasmas quentes, preparados com o infuso desta planta (três gramas para uma xícara de água). Consumo desaconselhável para mulheres grávidas.


A Velha E Suas Criadas









Uma viúva econômica e zelosa tinha duas empregadas.
As empregadas da viúva trabalhavam, trabalhavam e trabalhavam.
De manhã bem cedo tinham que pular da cama, pois sua velha patroa queria que começassem a trabalhar assim que o galo cantasse. As duas detestavam ter que levantar tão cedo, especialmente no inverno, e achavam que se o galo não acordasse a patroa tão cedo talvez pudessem dormir mais um pouco. Por isso, pegaram o galo e torceram seu pescoço.
Mas não estavam preparadas para as conseqüências do que fizeram. Porque o resultado foi que a patroa, sem o despertador do galo, passou a acordar as criadas ainda mais cedo e punha as duas para trabalhar no meio da noite.

Moral

Muita esperteza nem sempre dá certo.

Fonte: www.qdivertido.com.br

A Galinha Ruiva






Era uma vez uma galinha ruiva, que morava com seus pintinhos numa fazenda.
Um dia ela percebeu que o milho estava maduro, pronto para ser colhido e virar um bom alimento.
A galinha ruiva teve a idéia de fazer um delicioso bolo de milho. Todos iam gostar!
Era muito trabalho: ela precisava de bastante milho para o bolo.
Quem podia ajudar a colher a espiga de milho no pé?
Quem podia ajudar a debulhar todo aquele milho?
Quem podia ajudar a moer o milho para fazer a farinha de milho para o bolo?
Foi pensando nisso que a galinha ruiva encontrou seus amigos:

- Quem pode me ajudar a colher o milho para fazer um delicioso bolo? - Eu é que não, disse o gato. Estou com muito sono.
- Eu é que não, disse o cachorro. Estou muito ocupado.
- Eu é que não, disse o porco. Acabei de almoçar.
- Eu é que não, disse a vaca. Está na hora de brincar lá fora.
Todo mundo disse não.
Então, a galinha ruiva foi preparar tudo sozinha: colheu as espigas, debulhou o milho, moeu a farinha, preparou o bolo e colocou no forno.
Quando o bolo ficou pronto ...
Aquele cheirinho bom de bolo foi fazendo os amigos se chegarem. Todos ficaram com água na boca.
Então a galinha ruiva disse:
- Quem foi que me ajudou a colher o milho, preparar o milho, para fazer o bolo?
Todos ficaram bem quietinhos. ( Ninguém tinha ajudado.)
- Então quem vai comer o delicioso bolo de milho sou eu e meus pintinhos, apenas. Vocês podem continuar a descansar olhando.
E assim foi: a galinha e seus pintinhos aproveitaram a festa, e nenhum dos preguiçosos foi convidado.


Fonte: www.qdivertido.com.br

AMO VOCÊ EM CRISTO: Meu Deus Que Vergonha! Paulo Junior

AMO VOCÊ EM CRISTO: Meu Deus Que Vergonha! Paulo Junior

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

As 12 rainhas de Alexia Sinclair POSTADO EM: CURIOSIDADES




O que personalidades como Cleópatra, Cristina da Suécia e Alexandra Feodorovna têm em comum? Para além do fato de terem vivido em épocas e lugares distintos, as três, assim como outras, marcaram a história. Como não falar de Revolução Francesa sem evocar automaticamente a figura de Maria Antonieta, ou pensar a conquista da América pelos espanhóis sem deixar de mencionar o papel que Isabel I de Castela teve nesse processo? Entre o absolutismo e o iluminismo, personagens como Catarina, A Grande, renderam páginas e mais páginas de livros e povoaram a nossa imaginação. Hoje, tais figuras de  rainhas fazem parte da cultura popular, já tendo servido de inspiração para filmes, seriados de televisão, e mesmo ensaios fotográficos, conforme podemos observar em “The Regal Twele”, série de fotos-montagem realizadas pela australiana Alexia Sinclair. Confira as imagens.
cleopatra-the-seductress
Cleópatra, a sedutora
olympias-the-sorcerous
Olímpia, a feiticeira
boudica-the-celtic-queen
Boudica, a rainha celta
agrippina-the-poisoness
Agripina, a venenosa

A série de fotos foi realizada entre os anos de 2004 e 2007, mas parece que ainda faz muito sucesso entre o público. Sinclair combina elementos do passado com arte contemporânea para apresentar às pessoas uma representação icônica e ao mesmo divertida das vidas de 12 personalidades que marcaram a história ao longo do tempo. Alexia viajou para muitas partes do mundo para capturar a essência dos lugares onde cada um dos seus personagens viveu. A série de fotos procurar apresentar os governantes de uma forma não convencional, como muitos de nós estamos acostumados a vê-los. Em vez disso, explora o famoso, o infame e o obscuro, oferecendo assim um resultado delicioso aos nossos olhos.
eleanor-of-aquitaine-the-eagle
Eleanor da Aquitânia, a águia
isabella-of-spain-the-catholic
Isabel da Espanha, a católica
elizabeth-i-the-virgin-queen
Isabel I da Inglaterra, a rainha Virgem

Com efeito, “The Regal Twele” expõe para o público as complexidades da vida de cada um dos soberanos. Na foto que retrata Elizabeth I, por exemplo, observamos a dita “rainha virgem” sentada num tabuleiro de xadrez, demonstrando assim o jogo político no qual a soberana esteve submersa. Já Isabel I de Castela foi retratada com um barco nas mãos, revelando o patrocínio na monarca às viagens de Cristóvão Colombo. Eleanor de Aquitânia, por sua vez, foi retratada enquanto grávida e vestida de armadura, numa clara referência ao papel que ela desempenhou nas Cruzadas. Já Cristina da Suécia aparece em uma das suas atividades favoritas, a caça.
elizabeth-bathory-the-countess-of-blood
Isabel Bathory, a condessa de sangue

christina-of-sweden-the-androgynous-queen

Cristina da Suécia, a rainha andrógina
catherine-the-great-the-enlightened-empress
Catarina, a imperatriz iluminada
marie-antoinette-the-extravagant-queen
Maria Antonieta, a rainha extravagante

De acordo com Alexia Sinclair, “milha influência varia de Botticelli de do círculo de Médici a dedigners contemporâneos, como John Galliano e Alexander McQueen. Todos os retratos são inspirados pelos estilos e modas de cada monarca e reinterpretados numa narrativa visual contemporânea”.
alexandra-romanov-the-last-czarina
Alexandra Romanov, a última czarina



http://kid-bentinho.blogspot.com.br/

domingo, 4 de setembro de 2016

Luciano Pavarotti - Volare

Los Tres Tenores: Granada

Frank Sinatra - My Way (1969)

A NAMORADA INFIEL

Cientistas podem estar perto de descobrir como impedir metástase




Para que ocorra a metástase, as células tumorais precisam invadir
 a corrente sanguínea.



Embora o câncer por si só seja assustado, a metástase pode ser ainda mais perigosa, ela é caracterizada quando uma célula tumoral possui a habilidade de viajar pela corrente sanguínea, espalhando-se rapidamente para qualquer local do corpo, onde pode se alojar e continuar sua proliferação tumoral.

Um grupo de pesquisadores alemães acredita ter desvendado o segredo do mecanismo que faz as células cancerígenas migrarem pelos tecidos, mostrando que isso possa ser a chave que impede a disseminação da doença.
A metástase se dá quando células tumorais se desprendem do tumor principal e conseguem viajar pela corrente sanguínea através do sistema circulatório. Elas podem viajar para todo o corpo, mas também ficam mais vulneráveis pelo sistema imune.
Cientistas do Instituto Max Planck e da Universidade Goethe estudam uma estratégia em que os tumores que viajam pelo sangue, precisam atravessar a barreira do endotélio, que funciona como um “forro” no interior dos vasos.
No estudo, o mecanismo natural de defesa das células foi analisado e o ataque foi direcionado para uma molécula específica chamada de “Receptor da Morte 6”.
Todas as células possuem como destino final a morte celular, destino totalmente normal e que também pode ocorrer quando há danos no material genético (DNA), infecções virais ou quando simplesmente envelhecem. Esse mecanismo é chamado de apoptose, jeito organizado e silenciooso, como também a necrose, que causa inflamação e é mais “gritante”.
Os “Receptores da Morte” recebem esse nome por captarem o sinal de suicídio celular programado.
As observações relatadas foram de que os tumores conseguem ativar esses receptores fora de hora, e que, mesmo assim, a célula sofre necrose, que também causa a destruição de células vizinhas, causando vulnerabilidade na barreira endotelial e permitindo a passagem de células cancerosas para outros órgãos do corpo. A conclusão dos cientistas alemães é de que esse é o mecanismo utilizado pelas células.
Os cientistas afirmam que descobrir o “meio de transporte” da metástase é um avanço, além de tentar impedir a movimentação do tumor. Em ratos geneticamente modificados, o receptor de morte 6 foi desligado e o estudo funcionou: os animais apresentaram menos taxas de necrose e menos ocorrência de metástases.
Os resultados são promissores, mas ainda não se conhece os possíveis efeitos do desligamento do receptor de morte 6 para o corpo. A próxima etapa será o estudo em células humanas para confirmar o efeito esperado. Outro ponto que deve ser considerado é a perspicácia do câncer, visto que é uma doença inteligente e com diversos mecanismos complexos que pode desenvolver para escapar. Ainda afirmam que uma única solução não resolverá todos os casos, mas já é um começo.


* Com informações da Exame.
O post Cientistas podem estar perto de descobrir como impedir metástase apareceu primeiro emCombate ao Câncer - Informação é o melhor remédio para a prevenção.